WebDFe - Gestão logística do transporte de cargas_ saiba como otimizar

Gestão logística do transporte de cargas: saiba como otimizar

Conheça sugestões que ajudarão na organização da sua empresa.

Para que uma empresa possa funcionar com excelência, cada departamento precisa ser gerenciado e acompanhado de perto, e a gestão logística do transporte de cargas é um dos elementos fundamentais.

A organização deste setor é complicada, já que envolve uma série de pesquisas, testes e procedimentos, mas ao mesmo tempo em que é complexa, pode oferecer excelentes resultados, da produtividade dos colaboradores até o faturamento total.

Vamos entender como o setor é indispensável e, em seguida, conferir algumas dicas aplicáveis que podem fazer toda a diferença.

Por que investir na gestão logística do transporte de cargas?

Porque a área é essencial para o seu negócio, responsável por boa parte do relacionamento entre empresa e cliente, o qual é um fator crucial para o sucesso, mas que pode resultar em sérios problemas caso não seja gerenciado adequadamente.

A gestão logística é um assunto que recai sobre várias empresas. De acordo com estatísticas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) datadas de 13/11/2019, há 703.972 registros de transportadores emitidos, sendo 77,78% (547.577) autônomos, 22,17% (156.047) empresas e 0,05% (348) cooperativas.

Em relação aos veículos, são 1.934.951, sendo 36,38% (704.008) propriedades dos transportadores autônomos, 62,28% (1.205.069) de empresas e 1,34% (25.874) das cooperativas.

Os veículos citados são utilizados para o transporte de cargas por todo o Brasil, por empresas e indústrias de diferentes portes e segmentos, as quais precisam planejar cada detalhe com atenção para evitar desperdícios de tempo e prejuízos financeiros.

O setor logístico, inclusive, movimenta altas cifras. De acordo com o “Boletim Economia em Foco”, divulgado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), seu faturamento foi de R$ 256,08 bilhões em 2018, responsável por 2,2% do PIB total, que foi de R$ 6,83 trilhões.

Outra estatística que demonstra a importância da gestão logística do transporte de cargas vem de um estudo da Fundação Dom Cabral, que indica que as empresas tiveram que gastar 12,37% de seu faturamento bruto com despesas logísticas no país de 2016 a 2018.

Isso significa que o gasto foi de R$ 15,5 bilhões a mais na comparação com 2015, quando 11,73% do faturamento era destinado a questões logísticas, diferença que chama a atenção.

Portanto, tanto em número de automóveis quanto em importância financeira, a gestão de logística é uma área que realmente demanda cuidados especiais, de modo que os resultados apresentados sejam positivos e ajudem no desempenho da empresa.

Confira também: Empresas de transporte de valores: conheça os principais cuidados

Como otimizar a gestão de logística em sua empresa?

Ainda que tenha sua complexidade, é possível fazer com que os processos caminhem de uma maneira natural e eficiente, o que contribui para a obtenção de bons resultados. Confira a seguir o que fazer!

Entenda o objetivo da empresa

A gestão logística do transporte de cargas não é a mesma para todas as empresas, longe disso, já que depende diretamente de qual é a sua estratégia neste quesito.

Se a companhia deseja oferecer a logística mais rápida possível, então terá que investir para isso. Se a ideia for economizar, então isso implicará em um maior tempo de transporte.

Defina qual será o posicionamento da empresa e, a partir de então, faça o que estiver ao seu alcance para cumprí-lo.

Invista em um sistema que possa ajudar

Em pleno 2019, não há como deixar a tecnologia de lado quando se deseja estar entre as principais empresas de qualquer segmento, o que também se aplica ao setor logístico.

É indispensável que a companhia tenha um sistema automatizado por meio do qual possa controlar todas as suas atividades, de modo a saber o andamento de todos os pedidos e serviços em um local centralizado, o que evita o desvio de informações.

Ainda que tais sistemas demandem um certo investimento, este é bem menor hoje do que já foi há anos, o que o torna adequado até mesmo para micro e pequenas empresas, com benefícios que superam por muito as despesas.

Compare os preços (e faça isso constantemente)

Se a empresa contrata uma terceirizada para se encarregar dos transportes, é fundamental pesquisar a fundo as opções disponíveis no mercado em busca dos melhores preços e condições. Se a frota é própria, as pesquisas devem se voltar ao combustível, manutenção e afins.

Seja como for executada a gestão logística do transporte de cargas, os preços devem ser acompanhados de perto. Além disso, fazer cotações periódicas permite aproveitar os melhores valores possíveis do mercado.

Caso a companhia já tenha uma transportadora de confiança, busque outras cotações e entre em contato para saber se ela pode cobrir a oferta. Às vezes, vale a pena interromper um ciclo de parceria em prol de uma economia considerável sem abrir mão da qualidade.

Invista em um sistema de emissão de documentos fiscais

Se engana quem pensa que a gestão logística é apenas sobre encontrar boas transportadoras e cortar custos. Existe toda uma parte burocrática por trás disso, que consiste em emitir documentos para legalizar os transportes realizados.

CTe (Conhecimento de Transporte Eletrônico), CTe-OS (Conhecimento de Transporte Eletrônico para Outros Serviços), MDFe (Manifesto de Documento Fiscal Eletrônico) e NFe (Nota Fiscal Eletrônica) são alguns dos documentos obrigatórios para que o transporte seja feito de acordo com todas as exigências legais.

Para facilitar a gestão logística do transporte de cargas, é fundamental poder recorrer a um sistema capaz de emitir todos esses documentos de forma simples, prática e segura, o que economiza tempo, aumenta a eficiência e evita erros e falhas no preenchimento.

Tenha uma gestão logística exemplar!

A importância da gestão fiscal e tributária é bem conhecida nas empresas, e o mesmo se aplica à área logística, determinante para o sucesso da companhia e também para o estabelecimento de uma boa imagem no mercado.

Siga a todas essas dicas e conte com o auxílio do WebDFe para emitir seus documentos fiscais. Assim, a gestão logística do transporte de cargas será realizada com excelência, e o melhor, em menos tempo do que você imagina!

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos…

Comments are closed.