WebDFe - Quanto custa abrir uma empresa para começar a empreender

Quanto custa abrir uma empresa para começar a empreender?

Saiba o que te separa da realização do seu sonho (é menos do que imagina!)

Se você tem o desejo de começar a empreender, provavelmente já procurou quanto custa abrir uma empresa, não é? Além da possibilidade de ganhar mais, ser o dono do seu próprio negócio é algo que mexe com o brio de muitos trabalhadores Brasil afora.

Além disso, as dificuldades recentemente enfrentadas pela economia brasileira, que ainda refletem no cenário atual, fizeram com que o sonho se transformasse em uma possibilidade ainda mais real para a obtenção de renda.

Se veio atrás de informações sobre os custos para abrir sua empresa, saiba que chegou ao lugar certo! Confira conosco algumas estimativas de valores, bem como dicas importantes para entender como proceder.

Quanto custa abrir uma empresa?

Não existe uma resposta definitiva. Tudo depende do que você planeja fazer, pois os valores são diferentes para cada objetivo.

O brasileiro está muito interessado em empreender nos últimos tempos. De acordo com o relatório “Empreendedorismo no Brasil – Relatório Executivo 2018”, a taxa total de empreendedorismo (TTE) foi de 38% entre a população de 18 a 64 anos, o que representa 51,972 milhões de pessoas.

Basicamente, é como se a cada cinco brasileiros adultos, dois fossem empreendedores, independentemente do estágio que ocupam nessa atividade. Os números são bastante positivos!

Se você não faz parte desta estatística, pode ser pelo fato de achar que começar a empreender demande um investimento muito elevado, o qual não cabe em seu orçamento agora. Este, felizmente, é um pensamento equivocado.

É fato que quem deseja saber como começar a empreender geralmente precisa de dinheiro, seja para comprar matéria-prima, equipamentos ou mesmo para dar os primeiros passos do negócio em outras áreas, mas as quantias não precisam ser assustadoras.

Como não é possível trazer uma resposta definitiva sobre os custos de uma nova empresa, o que podemos fazer é dar algumas dicas de como começar um negócio com pouco dinheiro. Dá só uma olhada!

Como começar a empreender com pouco dinheiro?

Depois de dar os primeiros passos e começar a faturar, será possível pensar em passos mais avançados para tornar o sonho do empreendedorismo em realidade!

Torne-se MEI

Seja qual for o segmento da sua empresa, o ideal é que tudo seja feito de acordo com as exigências legais, de modo a evitar quaisquer imprevistos e problemas que possam se suceder com o passar do tempo.

Tornar-se Microempreendedor Individual (MEI) é um excelente caminho para quem quer saber como começar a empreender, já que a alternativa permite que você se transforme em uma pessoa jurídica e, portanto, desfrute dos benefícios disponíveis para as empresas.

O assunto foi abordado algumas vezes aqui no blog. Já explicamos como se tornar MEI, em um processo que é bem mais simples do que você pode imaginar, inclusive em termos financeiros.

Só para ter uma ideia, é possível ter sua própria empresa pagando menos de R$ 55 por mês, e o melhor, com isenção de impostos, o que é excelente para economizar integralmente dentro do que exige a lei.

Em outra oportunidade, esclarecemos que MEI emite nota fiscal, ou seja, é perfeitamente apto a atender a empresas dos mais diferentes portes em conformidade com as exigências legais e também com seus procedimentos internos.

Neste caso, quem deseja saber quanto custa abrir uma empresa deve saber que precisa pagar algo em torno de R$ 55 mensais (valores de 2020), os quais inclusive contam como tempo de contribuição para a Previdência Social.

Uma das exigências do MEI é que seu faturamento anual seja de, no máximo, R$ 81 mil, o que significa, na média, R$ 6.750 por mês, o que é uma bela quantia e, inclusive, um valor maior do que muitos recebem em vagas de trabalho como CLT, por exemplo.

Caso o valor anual exceda os R$ 81 mil, então é necessário proceder com o desenquadramento MEI, que é quando o negócio dá um passo adiante e passa a ser considerado como Microempresa (ME), com obrigações legais diferentes do que tinha o microempreendedor individual.

É importante ressaltar, porém, que nem todas as atividades podem ser prestadas através de um MEI, como mostra esta lista. Quando for este o caso, o melhor a se fazer é começar uma microempresa e seguir a todas as suas exigências.

Para maiores informações, acesse o Portal do Empreendedor e tire as demais dúvidas. É através do portal, inclusive, que os MEIs têm acesso a vários procedimentos e processos exclusivos.

Faça suas economias

Não há muitas despesas no que tange ao atendimento das leis, mas isso não significa que quem deseja começar a empreender não terá nenhum gasto, pelo contrário. A partir do momento que se é o dono do próprio negócio, é necessário correr atrás de tudo o que está relacionado à sua manutenção.

Portanto, se você deseja atuar como comerciante, por exemplo, precisará adquirir os produtos e/ou materiais necessários para poder vender, o que demanda um certo investimento, que pode ser maior ou menor de acordo com cada área.

Em relação à prestação de serviços, também pode ser necessário adquirir equipamentos, ferramentas, materiais e afins, de modo que se tenha tudo o que for necessário para a realização da atividade proposta.

É importante, porém, se lembrar de que isso é considerado como um investimento em seu próprio negócio, não como uma despesa.

Se possível, continue com seu emprego formal e comece um MEI para se habituar

Se você tiver essa possibilidade, mantenha seu emprego formal, inicie um MEI e toque ambas atividades ao mesmo tempo.

É fato que o potencial de geração de resultados financeiros será menor, já que, por enquanto, não será possível se dedicar integralmente ao seu empreendimento, mas isso te permitirá se habituar com a nova realidade e seus procedimentos, da conquista de clientes à emissão de notas fiscais.

Então, depois que já estiver familiarizado com o ambiente empreendedor, você tem a opção de tocar exclusivamente sua empresa, com muito mais tranquilidade e confiança do que se fizesse isso de imediato.

Veja também: Descomplique sua emissão de notas fiscais eletrônicas

Quanto custa abrir uma empresa? Menos do que você imaginava!

Com apenas R$ 55 mensais, já é possível ser o dono do seu próprio negócio, com CNPJ e tudo mais, desde que a atividade desejada esteja entre as possíveis para os microempreendedores individuais.

É claro que os valores podem ser maiores de acordo com sua área de atuação, mas isso já desmistifica o fato de que é preciso ter muito dinheiro para ter uma empresa em seu nome e, assim, realizar o seu sonho.

Depois de saber quanto custa abrir uma empresa, uma dica valiosa que te damos é contar com o WebDFe, um portal de emissão de documentos fiscais eletrônicos que centraliza tais atividades e, assim, traz muito mais praticidade ao seu negócio. Faça um teste grátis por 7 dias e conheça todas as funcionalidades!

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos…

One Response